Viagem do lixo japonês custa US$ 2,6 milhões.

Oficiais do governo filipino examinam parte do carregamento de lixo vindo do Japão.

8 de fevereiro de 2000

TÓQUIO (AP) – O recolhimento e a destinação final das toneladas de resíduos domésticos e hospitalares japoneses exportados ilegalmente para as Filipinas custaram 280 milhões de ienes (US$ 2,6 milhões), segundo informação divulgada na segunda feira por oficiais do governo filipino.

O carregamento de 2,8 toneladas, que continha agulhas hipodérmicas, fraldas sujas e outros resíduos, foi enviado de volta ao Japão no mês passado após ter permanecido em Manila desde agosto de 1999.

Shigeo Kurebayashi, representante do Departamento do Meio Ambiente, disse que o governo repassará o custo da viagem de volta do lixo à Nisso, companhia de destinação final de resíduos sólidos, responsável pelo envio do lixo às Filipinas.

Segundo Kurebayashi, o lixo deverá ser colocado em um navio-contêiner e levado de volta ao Japão para ser queimado em seguida.

A agência de notícias Kyodo, porém, informou que o governo japonês provavelmente assumirá quase todos os custos, pois a Nisso Ltda. está à beira da falência.