Pela primeira vez na Europa o problema da reciclagem e da destinação final de automóveis está sendo objeto de legislação federal. Uma nova lei, aprovada neste ano pelo Parlamento alemão pune proprietários que abandonarem carros nas ruas, responsabiliza montadoras pela destinação final dos veículos que produzem e padroniza a atividade das unidades de reciclagem, substitutos dos antigos desmanches. Cerca de 500 dessas instalações já estão em funcionamento na Alemanha, substituindo quase 5.000 ferros-velhos, que estão sendo fechados pelas autoridades. Essas unidades, licenciadas pelo governo, reprocessam o veículo e reaproveitam o máximo de material com o mínimo de danos ao meio ambiente. Só na Alemanha, 2,5 milhões de automóveis são inutilizados todos os anos, segundo dados da Adac, o maior clube de automóveis do país, com 14 milhões de membros. * Multas: Se o dono de um Volkswagen Golf, por exemplo, tiver perda total após uma batida, ele poderá levar o que sobrou do carro à montadora e pedir que ela o recicle, em vez de pagar para alguém. Caso decidam ficar com seus carros após 12 anos de uso, os alemães têm que assinar um documento do governo responsabilizando-se pela sua reciclagem. As unidades de reciclagem cobram US$ 111 (cerca de R$133) para receber o veículo do proprietário e fornecer um documento informando que foi dado um destino correto ao automóvel. A multa para quem abandonar o carro vai de US$ 555 a US$ 2.770 (de RS$ 666 a RS$ 3.324). Caso o óleo ou a gasolina do carro se espalhem pelo solo, contaminando-o, a multa poderá chegar a US$ 55 mil (R$ 66 mil). Segundo dados da Adac, o índice de reaproveitamento do material de um carro é de 75 %. A nova legislação estipula que esse índice deve chegar a 85 %, no ano 2002, e a 95%, em 2015. As partes plásticas dos carros, como os pára-choques, são trituradas e vendidas para empresas de construção civil, que as misturam ao concreto. Outros detalhes – *Frota de veículos: 43 milhões (média de um carro para cada dois habitantes) – *Carros inutilizados anualmente: 2,5 milhões – *Unidades de reciclagem de automóveis: 500 – *Valor da multa por abandonar o carro irregularmente: de R$ 460,00 a R$ 2.310,00

Ano da Publicação:
1998
Fonte:
Folha de São Paulo
Autor:
J. H. Penido
Email do Autor: