COLETA DE LIXO EM COMUNIDADES DE BAIXA RENDA -A NOVA EXPERIÊNCIA DA COMLURB

Dentre os serviços mais dispendiosos da limpeza urbana, estão a coleta de lixo em comunidades de baixa renda e a coleta do lixo público. Atualmente, na cidade do Rio de Janeiro, o lixo das comunidades de baixa renda é levado por garis comunitários

e pelos próprios moradores para contêineres plásticos de 360 L dispostos ao longo de ruas que permitem o acesso dos veículos compactadores da coleta regular, enquanto que a coleta do lixo público é feita por garis que colocam os resíduos da varrição em contêineres plásticos de 240 ou 360 L que são disponibilizados ao longo das vias para serem coletados pelos veículos compactadores da coleta regular.

Em janeiro de 2002, a COMLURB iniciou uma experiência substituindo os contêineres convencionais por contêineres enterrados de grande porte que permitissem uma redução na freqüência de coleta, diminuindo, conseqüentemente, os custos da coleta. Os resultados desta experiência indicaram que a implantação deste novo sistema permite:

· um aumento na eficiência da coleta nas áreas de baixa renda, propiciando que a coleta seja estendida a novas áreas;

· que os veículos coletores compactadores se concentrem no atendimento da coleta domiciliar, aumentando a eficiência da coleta regular nas áreas circunvizinhas;

· uma maior cooperação da população atendida, minimizando a quantidade de resíduos lançados ao solo, nas encostas e nos rios;

· uma economia média acima de 10% em relação ao processo de coleta atual

Check Also

Modelo para la estimación de costos de la gestión de residuos reciclables con inclusión de recicladores

Herramienta para el análisis de costos asociados a diferentes niveles de inclusión de recicladores, de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *