Veja como fazer a coleta seletiva e dar a sua parcela de contribuição na preservação do meio ambiente. (veja o que é coleta seletiva no item seguinte).



Passo a passo:



1. Procure o programa organizado de coleta de seu município ou uma instituição, entidade assistencial ou catador que colete o material separadamente. Veja primeiro o que a instituição recebe, afinal, não adianta separar plástico se a entidade só recebe papel.



2. Para uma coleta ideal, separe os resíduos em não-recicláveis e recicláveis. Entre os recicláveis, separe papel, metal, vidro e plástico.



3. Veja exemplos de materiais recicláveis:



– Papel: jornais, revistas, formulários contínuos, folhas de escritório, caixas, papelão, etc.

– Vidros: garrafas, copos, recipientes.

– Metal: latas de aço e de alumínio, clipes, grampos de papel e de cabelo, papel alumínio.

– Plástico: garrafas de refrigerantes e água, copos, canos, embalagens de material de limpeza e de alimentos, sacos.



4. Escolha um local adequado para guardar os recipientes com os materiais recicláveis até a hora da coleta. Antes de guardá-los, limpe-os para retirar os resíduos e deixe-os secar naturalmente. Para facilitar o armazenamento, você pode diminuir o volume das embalagens de plástico e alumínios amassando-as. As caixas devem ser guardadas desmontadas

Ano da Publicação:
2007
Fonte:
http://www.ajudabrasil.org/6.567.html
Autor:
Rodrigo Imbelloni
Email do Autor: