A reciclagem de resíduos de construção e demolição no Brasil: 1986-2008

A eciclagem de resíduos de construção e demolição (RCD) no país,
pesar de ser uma atividade recente, tem se desenvolvido mais
ignficativamente nos últimos 5 anos. Existe pouca informação
istematizada sobre o estado da arte nacional do gerenciamento e
RCD. Este artigo apresenta o panorama da reciclagem de RCD entre
1986 e 2008 no Brasil através do levantamento de canteiros que implantaram
triagem de RCD e seus benefícios e do levantamento da taxa de crescimento e
capacidade instalada das usinas de reciclagem, o setor responsável por sua
operação (público ou privado), e suas condições operacionais. Cerca de 1% das
empresas nacionais já foram assistidas para a implantação de planos de
gerenciamento de RCD em canteiros, sendo esse percentual composto
principalmente de construtoras de médio e grande portes. Os resultados mostram
que, após a resolução CONAMA 307, a quantidade de usinas instaladas cresceu,
mas utilizando ainda um sistema simples de reciclagem. O custo do controle de
qualidade é baixo. Ele precisa ser implantado com o intuito de se reduzir a
variabilidade do agregado reciclado. São apresentadas alternativas para melhorar
os processos de reciclagem e, conseqüentemente, a qualidade do agregado
reciclado, que poderiam contribuir para o desenvolvimento do mercado para RCD.

Check Also

Modelo para la estimación de costos de la gestión de residuos reciclables con inclusión de recicladores

Herramienta para el análisis de costos asociados a diferentes niveles de inclusión de recicladores, de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *