Africano vê garrafas de plástico boiando em rio e decide usá-las para fazer barco

Para Ismael Essome, o caminho para se tornar um ativista ambiental de renome internacional começou em um dia chuvoso. No caminho de volta para casa da universidade, ele foi pego pelas fortes chuvas tropicais de Camarões, sua terra natal. “Corri para o abrigo para esperar”, disse ele à Deutsche Welle. “Foi quando vi um monte de garrafas de plástico entupindo a ponte. Fiquei chocado”.

Clique para ler a notícia na fonte original!

 

 

Check Also

Municípios podem receber até 2ME do Fundo Ambiental para tratar biorresíduos

O objetivo é evitar o encaminhamento dos biorresíduos para aterro e incineração, em prol de …