Logística de resíduos da construção civil atendendo à resolução CONAMA 307

O Resíduo de Construção e Demolição (RCD), devido ao seu volume, gera um alto impacto ambiental, social e econômico, trazendo assim a preocupação crescente sobre sua gestão. Essa gestão sempre foi responsabilidade do poder público. Porém, com a Resolução 307 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA), de 05 de julho de 2002, ela foi transferida para os geradores de resíduos, que devem segregar o resíduo em quatro classes diferentes e encaminhá-las para reciclagem ou deposição final. Assim, este trabalho propõe uma metodologia, baseada no enfoque sistêmico e em técnicas de pesquisa operacional, para tratar o problema de gestão de resíduos da Construção Civil, em conformidade com a Resolução CONAMA 307. A metodologia proposta compreende a elaboração de um Plano de Gestão de Resíduos que contemple a fase de projeto, minimizando a geração de resíduos; a segregação e o transporte do resíduo gerado dentro da obra; e a sua destinação final, incluíndo o controle da segregação e deposição do resíduo gerado. No trabalho são comparadas duas obras, uma onde não houve nenhuma forma de gestão sobre o resíduo e outra onde o Plano de Gestão proposto foi aplicado. Além disso, foi feito um modelo de simulação utilizando o programa de computador Arena 7.0, utilizado para avaliação do impacto do Plano em diversos cenários de geração, segrega ção e transporte dos resíduos. Como resultado do trabalho apresenta-se um Plano de Gestão de Resíduos que possui viabilidade econômica, social e ambiental, além de ser legalmente adequado, para ser usado por profissionais do setor público e privado no tratamento e gestão do resíduo gerado em suas obras

Check Also

Apenas 39 dos resíduos domésticos gerados no DF têm reciclagem como destino

Dados do Serviço de Limpeza Urbana (SLU) mostram que só uma parte do lixo produzido …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *