Aproveitamento de resíduo da fabricaçâo de sulfato de alumínio líquido na produção de blocos cerâmicos

Do processo produtivo do sulfato de alumínio férrico líquido da CIEL resulta um resíduo sólido inorgânico.

Procurando minimizar problemas ambientais e econômicos da deposição do resíduo em valas monitoradas foi

coletada uma amostra, caracterizada por análises químicas para classificação do resíduo e avaliada quanto

sua aptidão de ser incorporada em 10%, em peso, a uma argila para produção de blocos cerâmicos. Com a

liberação da licença de operação do órgão ambiental do Estado do Rio Grande do Sul – FEPAM, a produção

comercial de blocos em uma olaria já teve início

Check Also

Rio receberá a Rio+30 Cidades em 2022, nos moldes da Rio+20

Evento no próximo ano irá discutir as mudanças climáticas mundiais nos grandes centros urbanos. Prefeitura …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *