Caracterização de resíduo de estações de tratamento de água (ETA) e de esgoto (ETE) e o estudo da viabilidade de seu uso pela indústria cerâmica

As estações de água (ETA) e de esgoto (ETE) após realizarem seus respectivos processos de purificação e

tratamento, geram um volume muito grande de resíduos. Esses resíduos são chamados de lodo e apresentam

composição variada. Este estudo visa primeiramente a caracterização física, química e mineralógica destes

resíduos, com a finalidade determinar a possibilidade de seu uso na produção de tijolos. Para atingir este

objetivo foram realizados ensaios tecnológicos para determinar: retração linear, absorção de água, porosidade e

massa específica aparente e ensaios de resistência à flexão. Os resultados obtidos mostram que estes lodos

apresentam concentração de metais pesados inferiores aos limites recomendados pelos órgãos de fiscalização

ambiental. Em geral, a adição destes materiais à massa cerâmica piora suas propriedades, entretanto, os valores

obtidos para as propriedades tecnológicas ainda permanecem dentro dos limites aceitáveis para a produção de

tijolos, dependendo da temperatura de queima e da concentração na mistura

Check Also

Veja como retirar gratuitamente composto orgânico produzido a partir de resíduos de feiras livres em SP

O composto é utilizado como adubo no serviço de jardinagem em praças e áreas verdes …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *