COMUNIDADE EUROPÉIA – LEGISLAÇÃO AVANÇA PARA RESÍDUOS DE EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS E ELETRÔNICOS



Na Europa, fabricantes serão obrigados a pagar pela reciclagem de bens de consumo elétricos, variando de geladeiras a computadores portáteis, devido a um acordo definido recentemente por negociadores dos governos da União Européia (EU) e seu parlamento.





O serviço de notícias da AP ( Associated Press) informa que a Comissão Européia estima que velhos aparelhos domésticos são responsáveis por aproximadamente seis milhões de toneladas (Mt) de lixo por toda a Europa, a maior parte do qual atualmente destina-se a aterros sanitários. Sob efeito das novas normas a serem introduzidas em etapas, por volta de 2006, a Comissão espera que mais de 75 por cento de mercadorias tais como torradeiras e máquinas de lavar possam ser recicladas.





A indústria alertou que as novas regras – as quais ainda necessitam da aprovação formal dos governos e do Parlamento Europeu – custarão no mínimo US$7.4 bilhões ao ano. “Nós estamos falando a respeito de um custo bem maior que será repassado ao consumidor,” disse Adrian Harris, secretário geral da Orgalime, um grupo que representa os interesses dos fabricantes de utensílios. Ele disse que aumentos nos preços de varejo poderiam variar em torno de US$0.50 para um pequeno eletro-doméstico tal como uma cafeteira, a US$20 para uma geladeira. No entanto, as empresas ficaram de forma geral satisfeitas pelas novas normas obrigarem cada empresário a pagar pela reciclagem de seu próprio lixo, ao invés de dividir os custos por todas as indústrias.





A proposta também iria banir o uso de substâncias tóxicas tais como chumbo, mercúrio e cádmio em tais utensílios domésticos.

Ano da Publicação: 2002
Fonte: Warmer Bulletin Enews #38-2002
Autor: Kit Strange, Warmer Bulletin
Email do Autor: kit@residua.com

Check Also

Processo de reciclagem de lâmpadas

BY RICARDO RICCHINIIN RECICLAGEM DE LÂMPADAS — 6 JUN, 2015 O termo “reciclagem de lâmpadas” …