Dias, Sandra Maria Furiam; Vaz, Luciano Mendes Souza

Na Universidade Estadual de Feira de Santana, do lixo produzido, cerca de 44% é de origem orgânica. Para dar um tratamento adequado a esse lixo, a Equipe de Educação Ambiental (EEA/UEFS) propôs, dentro do projeto "Coleta Seletiva e Reaproveitamento do Lixo Gerado

no Campus/UEFS", que esse resíduo sofresse o processo de compostagem. Os resíduos orgânicos coletados nas cantinas, creche e os restos de podas produzidos no campus, são triturados para confecção da pilha de compostagem. Durante o processo de compostagem são monitorados os seguintes parâmetros básicos: temperatura, pH, umidade, aeração, teste de germinação e análises de macro e micronutrientes. O resultado do processo é um composto orgânico rico em nutrientes e excelente recondicionador de solos. O processo tem também o objetivo de ser um instrumento de Educação Ambiental

Check Also

Lixo orgânico é o alvo da vez na reciclagem

Compostagem de resíduos orgânicos ganha força com coleta domiciliar Clique para ler a notícia na …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *