Reciclagem: Gerar energia e reaproveitar mais resinas norteiam novos programas de investimentos

Do alto posto de um dos maiores índices de reciclagem mecânica de plásticos pós-consumo do mundo (16,5%), a despeito da falta de um sistema eficiente de coleta seletiva, o País agora busca opções para ampliar a taxa de reutilização e também de alternativas que permitam aproveitar os resíduos plásticos presentes no lixo urbano

Check Also

Floripa avança para a coleta porta a porta em quatro frações

Capital corre para alcançar metas lixo zero 2030. Seletiva flex, com coleta exclusiva de vidro …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *